NÃO MAIS DEPRIMIDOS

Hoje vivemos numa era de grandes e rápidas transformações. O mundo inteiro tem visto surgirem novas realidades, como a globalização e suas consequências financeiras e sociais, e tem-se sentido impotente para solucionar os problemas delas decorrentes. Essas inquietudes, ansiedades e incertezas têm sido transmitidas às pessoas. A pressão externa exercida pelo ambiente que nos cerca, os sentimentos humanos que se perderam nessa luta pela sobrevivência, nessa corrida desenfreada pelos bens materiais, pelo enriquecimento e pelo status social têm causado sérios danos às pessoas, inclusive aos cristãos. Os homens, em busca de uma aceitação por parte de outros, têm ido contra a própria consciência, fazendo coisas que detestam.


Todos esses fatores e outros mais têm contribuído para o surgimento de angústias e depressões. A mente humana debaixo dessa pressão começa a