UM NINHO PARA A ALMA
O problema de nossa alma (o ego) é tão sério e de diagnóstico tão difícil que Deus deixou um livro do Antigo Testamento para nos ajudar a entendê-lo: o livro de Jó. Nele vemos um homem íntegro e reto, temente a Deus, e que se desviava do mal (1:1). Ele era um homem em quem quase não se via defeito. E é justamente mostrando esse perfil de homem, perfeito aos olhos humanos, que Deus quer nos alertar sobre os perigos do lado bom da alma.



Leia esse livro e desfrute dessa palavra!
Em breve,

Um Novo texto para reflexão.
As Tábuas do Tabernáculo 
O tabernáculo era uma espécie de grande tenda, onde os israelitas apresentavam suas ofertas a Deus, a fim de adorá-lo e de serem perdoados de seus pecados. (Ex 25)
Estudaremos algo sobre as tábuas do tabernáculo. À primeira vista, parece não haver nada de "espiritual" nas tábuas, mas, na verdade, a aplicação espiritual adequada delas nos ajudará a entender nossa função no Corpo de Cristo e a maneira como o Senhor edifica Sua igreja.
As tábuas a serem usadas deveriam ser de madeira de acácia. Cada uma delas deveria ter dez côvados de comprimento e um côvado e meio de largura. Todas as tábuas seriam colocadas verticalmente.
Por que as tábuas tinham um côvado e meio de largura?           Um côvado e meio indica a necessidade de cooperação. Colocando-se duas tábuas juntas, elas somam três côvados. Quando cooperamos com os irmãos no serviço a Deus, pelo poder da ressurreição o Deus Triúno é expresso. Individualmente podemos ter a expressão de Deus, mas, coletivamente essa manifestação é muito mais visível e gloriosa.
É lamentável que haja cristãos individualistas, que preferem fazer tudo sozinhos. Cristãos que agem assim jamais crescem espiritualmente, pois pensam estar sempre certos, nunca aceitam a correção de ninguém, nunca são expostos por alguém de caráter diferente do seu.
Se nosso desejo sincero é servir ao Senhor e também ganhar crescimento espiritual, precisamos ser colocados ao lado de outra "tábua de um côvado e meio" - somente juntos cresceremos em Sua vida e expressaremos plenamente a Deus.